Historia

Achávamos que sabiamos qual era a origem do projeto, porém conforme fomos avançando percebemos que tudo estava já planejado, incluso, antes de percebermos ….

A história começou, para nós, quando de forma inesperada, dolorida demais, impossível de descrever em palavras, nossa filha Juana partiu. Naquela época morávamos no Brasil, eu, Silvina, meu marido Diego, nossas duas filhas, Olivia e Juana e o Felipe que estava a caminho. Essa despedida nós fez perder o rumo, não conseguíamos entender onde era que estávamos.

Enquanto passávamos pelo duro processo de luto, com o coração partido, sem conseguir dar resposta a um sem número de perguntas, com sentimento de culpa, com dor, sem energia, lendo tudo o que chegava até nossas mãos, visitando terapeutas de diversas escolas e credos, na procura do que for necessário para não nos afundarmos, o Diego leu que fazer uma peregrinação era de grande ajuda durante um processo de luto.

Foi assim como após conversas e pesquisas achamos o Caminho da Fé. O caminho é inspirado naquele que existe em Santiago de Compostela. O caminho da Fé começa ao norte do Estado de São Paulo, no Brasil, e acabo na Catedral da Nossa Senhora da Aparecida. 320 km de terra…. de céu. Com pouco preparo físico, pouco energia e as ânsias de achar algo que pudesse lhe devolver a vida, Diego partiu. O Diego percorreu o caminho sentindo que a Juana o acompanhou o tempo todo, sentadinha nos ombros dele, do jeito que ela adorava que o Diego a carregasse, e pensar nisso deu-lhe a força necessária para fazer todo o percurso.

Para nossa família essa peregrinação foi um divisor de águas, uma mudança de rumo. Foi o momento no qual o Diego deixou de cair e percebeu que podíamos continuar. A Juana não voltaria mais, contudo nós poderíamos continuar vivendo. Ele começou a se conectar de novo com a vida, a enxergar um pouco de luz. Nossos amigos, aqueles que o acompanharam na peregrinação, também acharam lá algo especial, o que pode se experimentar, sentir, o companheirismo, a espiritualidade, a plenitude. A possibilidade de estar no meio das montanhas, conectar-se com a natureza, aproveitar as coisas mais simples da vida, produz paz, permite nos conectarmos com o nosso interior e facilita nos conectarmos com Deus.

Para o Diego encontrar o caminho no momento no qual ele precisava foi a salvação. Ele se perguntava por que não existia um caminho desses no nosso país, Argentina, um lugar onde fosse possível peregrinar em qualquer momento do ano, sem datas fixas e com milhares de romeiros ao mesmo tempo ao redor. .... poder fazê-lo em silêncio, perto da natureza e junto às pessoas com quem queremos compartilhar esse momento.

Foi assim, como resultado dessa pergunta, que começa a história do Caminho a Salta. Como um sonho, como algo impossível, mas com muita ilusão, para fazer o Caminho para honrar a Juana, com o intuito de poder ajudar a muitas pessoas e nos ajudarmos a nós mesmos, demos início às tarefas. A onde na Argentina, poderíamos fazer um caminho no qual a natureza fosse a inspiração e cuja chegada fosse um espaço onde for possível sentir a espiritualidade? Estando a procura desse lugar o Diego recebeu um santinho da Imaculada Madre do Divino Coração Eucarístico de Jesus, e nesse momento ele soube que ela marcava o caminho e o chamava. Após termos certeza de qual seria o ponto de chegada, percebemos que o melhor ponto de partida seria Jujuy. Para nós fazia todo o sentido: Jujuy-Salta tem as iniciais da Juana Salmoyraghi.

Após várias viagens de dois ou três dias, ao longo de um período de um ano e meio, conseguimos traçar o percurso, identificar as sedes e os locais para comer e dormir, marcar o percurso com setas amarelas e colocar cartazes com seu nome. Durante esse tempo todo recebemos sinais que reforçavam a ideia de que estávamos indo na direção correta. Tivemos a honra de sermos recebidos pessoalmente pela dona Maria Livia Galliano de Obeid, após lhe-enviar o nosso depoimento. Recebemos sua bênção e apoio para realizar este caminho que termina no Santuário da Imaculada Madre do Divino Coração Eucarístico de Jesus.

Gostaríamos de listar alguns dos sinais que recebemos:

  • As iniciais do ponto de partida e chegada do caminho, Jujuy- Salta / Juana- Salmoyraghi.
  • Ver nas paradas de ônibus, em San Antonio, em letras grandes escrito o nome JUANA.
  • Ficar sabendo que em uma das paradas do caminho, em Vaqueros, está sendo construída a Igreja da Nossa Senhora Aparecida (padroeira do Brasil), que foi a fonte de inspiração para encarar este projeto
  • Encontrar no meio da montanha o do campo, frente ao Dique Campo Alegre, em uma região na qual precisávamos dormir e na qual não existe nenhuma cidade pequena, a dona Hilda, quem estava construindo quartos, mas sem ter certeza do uso que daria a eles. Quando a conhecemos e a ela contamos a história do nosso projeto, ela nos respondeu, olhando para a imagem da Virgem, “Agora entendi, é para isso, para ser um dos alojamentos do caminho...”
  • Encontrar pessoas maravilhosas ao longo do caminho, que o tempo todo nos ofereceram seu apoio com o coração aberto, sem cujo apoio tudo tivesse sido mais difícil. Manuel, Teófilo, Justiniano, Darío, Rafael, Mercedes, El Chiqui, El Oveja, Ada, Mario, Hilda, Raúl, Ana María, Guadalupe, Pati, Paula, El Tano, Luis, Sofía, José, Laura, Martín, Caro, Osvaldo, El Sapo, Martín R, Agus, Pato, María Adelaida, Marian, Shane, Luli, Willy, Mey, Mauri, Ine, Tata, Memeu, Tai, Chechu, etc, etc …..e todas as almas incríveis que estiveram presentes no caminho inaugural (Família e amigos de uma vida toda).
  • Em diferentes momentos, ao longo de este ano e meio de trabalho, cada vez que surgia uma dificuldade, surgia também a solução. A sensação que temos é que fomos simples instrumentos. O projeto já existia, nós fomos simplesmente guiados para que sua execução fosse possível.

A história não tem fim, cada peregrino a terminará de contar. O que uma peregrinação de vários dias dá, não pode ser relatado, cada quem deve experimentá-lo, para cada pessoa é algo especial, a experiência é mágica e pessoal. Desejamos a todos os romeiros que consigam encontrar o que vieram procurar.

Com todo o carinho, Silvina & Diego

Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net